I am not

I am not
quotation

sábado, 9 de maio de 2009

performatividade e "fim" da representação

Capital para este problema, que evidentemente a obra de Judith Butler implica (o género é performativo, quer dizer, resulta da própria iteração ao longo de vida de um modelo atribuído ao sujeito) é o texto absolutamente sublime de Jacques Derrida a propósito de Antonin Artaud e do livro deste "O Teatro e o seu Duplo": "Le théatre de la cruauté et la clôture de la représentation", um dos capítulos da clássica obra de Derrida "L'Écriture et la Différence" (pp. 341-368), Paris, du Seuil, 1967 - tenho a edição de bolso da col. Essais.


Sem comentários: