sábado, 3 de janeiro de 2009

há coisa de uma hora, talvez



COMEÇOU O ATAQUE TERRESTRE
DO EXÉRCITO ISRAELITA À FAIXA DE GAZA





1 comentário:

susjorge disse...

Já se sabe que o cidadão comum não sabe nada! Que não sabe nada sobre os interesses que movem os que atacam...e como atacam,sobre a altura em que atacam, e as razões que publicamente e oficiosamente uns e outros dão para atacar. O cidadão comum assiste solitário, absolutamente à margem do que está em jogo.
Opinar...transforma-se, assim, numa coisa fastidiosa...porque ineficaz, mas perigosa, porque numa sociedade do controle, numa sociedade da informação, a opinião ou é auto-controlada (servindo o sistema), ou não é...e tem de ser reciclada ( a bem do sistema).

Se eu for na rua armada...e outra pessoa me tentar agredir com uma faca...eu devo disparar um revólver e matar o adversário? É uma boa questão. Se eu for mais forte que o meu adversário, e mesmo que eu tenha a razão do meu lado, devo eliminar o outro...em nome da legítima defesa? Devo atirar a matar ao coração do outro? Posso, devo...impunemente... exercer o direito de defesa..a qualquer preço? Quem decide da bondade da minha acção em "legítima defesa"? Existe defesa legítima e defesa ilegítima? Quem julga?



O mundo assiste sereno...à matança duns e de outros. Com a hipocrizia habitual. Dando tempo...a que as forças no terreno se reajustem...
É tudo uma questão de tempo, afinal.