terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

praia de inverno...o litoral do Porto....Porto's beach in the winter

património: o vazio que enche o Vazio


as geometrias por vezes custam a subir


convulsão de espuma, avidez das rochas em comer a água




já alguém aqui passou.



sei lá onde isto leva


As figuras estão sempre de costas, a fugir da imagem, a querer escapar à moldura inexorável.


o verde irrompe sempre em tufos, contra o azul.


vagas nuances.



multiplicação do mesmo, ou a solidão dos indivíduos.





as formas gordas dilatam o amarelo.


há uma expectativa, mas é baixa.



nascemos na água, mas ninguém nos recolheu.



sempre que o dia se desfoca, aparece a noite que está dentro dele guardada.



tudo pousado, tudo demasiado horizontal.


Inseminação pela luz.



Confluência para o ponto.



Hitchcock está de volta.



o ar estava tão leve que algumas gaivotas eram aspiradas para cima...



é difícil tapar tudo...


__________________________________
... se quiserem ver umas fotos minhas menos más, vão ao meu site do deviantArt... ver o link noutra postagem recente deste blogue... atenção que eu sou um fotógrafo muito medíocre! É disparar e pronto! Mas aceito modelos femininos. NB: só quero rostos, onde se exprime a pessoa toda.
I am a very bad photographer... I do not have time to dedicate myself to so many activities... anyway, give a look at my page in deviantArt...in some days I hope to have there more stuff.


2 comentários:

SGC disse...

gosto mto da que serve esta legenda:"multiplicação do mesmo, ou a solidão dos indivíduos."

bjs.

O'Sanji disse...

A primeira é na Granja?
Esse caminho lindo!

PS. Usurpei-lhe um poema que des_construí.

Um abraço