I am not

I am not
quotation

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Comunica o Museu de Serralves



MANOEL DE OLIVEIRA: VER E REVER TODOS OS FILMES E MAIS ALGUNS AINDA...

COCORICO! MONSIEUR POULET
19 OUT (Dom), 11h00

SINOPSE: Aos solavancos num velho 2-cavalos, Lam - conhecido como Senhor Frango, atravessa a savana para ir buscar frangos edepois vendê-los em Niamey. Com os seus companheiros Tallou e Damouré, ele espera fazer um bom negócio... Porém os imprevistos sucedem-se: não conseguem arranjar os frangos e o rio Niger é difícil de atravessar. Os azares e o enguiço não os largam.

"Este filme foi o mais divertido de se fazer. Lam queria fazer um documentário sobre o comércio dos frangos e decidimos fazer um filme de ficção, realizado por Damarou - novo realizador multinacional e tricéfalo: Damouré Zika, Lam Ibrahima Dia e Jean Rouch. Tivemos de improvisar face aos incidentes constantes: o carro de Lam não tinha travões, nem faróis, nem documentos... As avarias obrigavam-nos a toda hora a modificar a história. Estávamos sempre a inventar novas soluções, e não tínhamos nenhuma razão para parar de filmar a não ser a falta de película ou os nossos ataques de riso que faziam tremer perigosamente microfone e câmara."
Jean Rouch

Não se cumpriu a expectativa que Jean Rouch confidenciava aos jornalistas portugueses sempre que o questionavam sobre o seu amigo Manoel de Oliveira: "Ele tem mais nove anos do que eu, está sempre a filmar, e representa também a minha esperança de vida e de continuar a fazer filmes".
Pelo seu lado, o realizador português uma vez disse ao jornal Público, em 1992, sobre o cineasta francês: "Considero Jean Rouch uma figura maior do cinema mundial. A ele se deve o 'volte-face' da narrativa cinematográfica, quer no aspecto formal quer no etnológico, verdadeiramente revolucionário, em especial pela sua perspectiva ética, no respeito dado à cultura de certas comunidades africanas".

(Fotos e texto: Museu de Serralves, Porto)


Sem comentários: