I am not

I am not
quotation

terça-feira, 28 de outubro de 2008

JIA 11, de 2008 e conferência promovidas pela ADECAP

A apresentação do Journal of Iberian Archaeology de 2008 (vol. 11), seguida de uma conferência sobre tema de arqueologia pelas Dras Lídia Baptista e Maria de Lurdes Oliveira (mestres em Arqueologia, doutorandas da FLUP) (ver abaixo) será realizada no Centro Unesco do Porto, R. José Falcão, 100 (perto da Liv. Leitura) no dia 6 de Dezembro às 15 horas.

A Associação para o Desenvolvimento da Cooperação em Arqueologia Peninsular (ADECAP) agradece ao Centro Unesco e à Fundação Engenheiro António de Almeida mais esta amável cedência daquela sala, entre as 15 e as 18 horas desse sábado.
A entrada é livre, aberta tanto a sócios como a não sócios da ADECAP, chamando-se a atenção para o interesse do evento, nomeadamente em relação a arqueólogos e estudantes de arqueologia.

___________
Título da conferência:

Os sítios de fossas do III.º e II.º milénios a.C. das bacias hidrográficas das Ribeiras do Pisão e do Álamo (Beja, Portugal). Considerações preliminares sobre os trabalhos arqueológicos.


Resumo:

Os sítios intervencionados inserem-se nas bacias hidrográficas das Ribeiras do Pisão e do Álamo localizadas na margem esquerda da Ribeira da Tramagueira, articulando-se assim com a Bacia Hidrográfica do Rio Sado, próximo do limite com a Bacia Hidrográfica do Rio Guadiana.
Esta área localiza-se na peneplanície do Baixo Alentejo, tratando-se por excelência de terrenos férteis para a agricultura e pastorícia.
Com esta comunicação pretende-se apresentar os dados dos sítios por nós intervencionados, sítios de fossas, enquadráveis no III e II milénios a. C., que se encontram ainda em fase de estudo.
Esta apresentação contempla a enumeração dos distintos contextos arqueológicos identificados e uma sumária articulação com a pré-história da região.
Pretende-se com este exercício, abordar, fundamentalmente, a funcionalidade destes sítios e o modo como se integram na organização de um território;

Palavras-chave: fossas; contextos; planície alentejana; Sudoeste peninsular.

Sem comentários: