I am not

I am not
quotation

domingo, 26 de outubro de 2008

Zizek sobre a actualidade

Entrevista com Slavoj Zizek em português:

http://www.cartacapital.com.br/app/materia.jsp?a=2&a2=6&i=2393


Obrigado, G!

2 comentários:

José Manuel disse...

Entrevista interessante e aborda vários pontos com que concordo. No entanto há algumas coisas que memerecem alguns comentários:
Há alguma confusão entre a crítica e a resistência ao sistema de poder global dos EUA, que se baseia numa aliança entre as grandes corporações industriais e militares, debaixo da capa duma determinada oligarquia política e, por outro lado um qualquer anti-ameriacanismo primário ou anti-ocidentalismo.
É uma ilusão rotular o Partido Democrático como "esquerdista". Tal como o Republicano ambos são uma amálgama de grupos muito diferentes mas ambos estão muito longe do que se pode considerar "esquerda". Isto não significa que não exista uma esquerda nos USA, mas é essencialmente de tradição anarquista ou anarco-sindicalista, o que faz com que apesar de a nível local ou regional poder ter alguma expressão, torna-se completamente irrelevante a nível político e institucional. Historicamente as poucas organizações que ganharam alguma relevância (IWW, Black Panthers) foram ferozmente perseguidas com processos judiciais forjados.
O problema de países como o Mali não será resolvido com a abolição das tarifas aduaneiras, antes pelo contrário. A questão aduaneira exige reciprocidade e isso significava que a troco duma mono-exportação duma matéria-prima abriria-se a importações maciças de todos os produtos destruindo o resto da economia local. Nesta altura já os melhores campos de algodão estariam controlados pelas grandes multinacionais. A via para estes países só pode passar pelo desenvolvimento e fortalecimento do seu próprio mercado interno. Mas para isso é necessário alterar a estrutura do poder e o papel que os individuos desempenham na sociedade.

Abraço

Vitor Oliveira Jorge disse...

Obrigado pela judiciosa opinião,que como sempre no seu caso de baseia em bons conhecimentos da actualidade e nma perspectiva crítica e lúcida, que desmistifica ilusões, retóricas ocas e simplismos a que nenhum de nós está imune! Retóricas que vão alimentando o ruído informativo e os privilegiados que dele se aproveitam...