I am not

I am not
quotation

sexta-feira, 6 de março de 2009

crónica da pobreza em meia dúzia de linhas com luz ao fundo


Nasci num país pobre e num paupérrimo país vou morrer.

Já não culpo ninguém.
Está cansado o discurso da queixa - a sociedade capitalista está podre até ao tutano, é um cancro terrível, mas não se encontrou cura para tão grande maleita...
é evidente que há-de estoirar pelas costuras, mas não serei testemunha disso...
Também não me entrego à fatalidade. Mexo-me, como sempre fiz, usando os meus recursos, confiando quase exclusivamente em mim, até dar...
E um dia não dará mais, cairei para o lado, se os deuses quiserem, e será porreiro!
Arre, estou farto de mafias! De dias cinzentos! De banalidades! De tarefas sem sentido...


Sem comentários: