I am not

I am not
quotation

sábado, 15 de novembro de 2008

Ontem, na FEAA, o Prof. António Bracinha Vieira indicou este livro...


Chimpanzee Cultures

por Richard W. Wrangham (coordenador)
assim apresentado na Amazon (http://www.amazon.co.uk/gp/product/0674116631/ref=sib_rdr_dp):

Paperback: 448 pages
Publisher: Harvard University Press, Cambridge, Massachusetts; New edition (27 Nov 1996)
Language English
ISBN-10: 0674116631
ISBN-13: 978-0674116634

"Do chimpanzees have something akin to culture? Bringing together studies of behavioural variation within and among chimpanzees and bonobos - the sibling species of the genus "Pan" - this book provides the basis for answering this question. In "Chimpanzee Cultures", leading authorities on chimpanzees and bonobos chronicle the animals' behaviours from one study site to the next, in both captive and wild groups, in laboratory and field settings."

__________
Como se vê, o assunto está mais que estabelecido.
Mas o Prof. Bracinha Vieira, na sua posição filosófica continuista (não há hiato entre a natureza e o homem) disse mesmo que três coisas que tradicionalmente separavam as duas "entidades conceptuais", não separam de facto: nem a palavra, nem o jogo (há numerosos trabalhos sobre o jogo em animais), nem a cultura (no seu sentido mais geral, é claro, incluindo obviamente a tecnologia). E disse ainda: o que pertence só ao homem é o preconceito (a neurose, etc.).
A fronteira entre o homem e o não homem, sabemo-lo bem (vide também trabalhos de D. Lestel, de T. Ingold, etc.) é algo muito difícil de definir!
Mas dá que pensar.

1 comentário:

isabel mendes ferreira disse...

um grande amigo meu....

e Prof. longe de mim achar que vende livros.


as minhas desculpas.


obrigada.