sexta-feira, 28 de novembro de 2008

nota-se






As estações do ano notam-se
Pelos sons que entram
Dentro da Casa da Arte.

Pelos corpos leves, pequenos,
Cujas patas avançam cautelosamente
No chão, um chão em que apenas
São guiados pela luz que nele se espalha.

E pela mudança de cor
Dos instrumentos: para cada estação
Cada posição, cada ornamento,
Cada cintura. As colchas estendidas.

De modo que a Casa da Arte
Está cheia de significados subtis
Que decoram o tecto. É toda a ciência dos estuques
Que volta ritmicamente!

Os degraus, para se susterem,
Passam a vida a subir e a descer
E a suportar os passos que, devagar ou a correr,
Se dirigem para a sua morte:
Mas não o sabem.

Não sabem as cores. Não sabem as colchas.
Não sabem as cortinas. Não sabem quem penetra
As Estações, quem passa pelo tempo
De través. Não conhecem o rosto excitado,
Purpurado, do poeta, os Alaúdes.

As Árvores crescem sobre as mesas.
E a sua lógica é essa, serem visitas.
Dentro da Casa da Arte os sons estão filtrados,
As Figuras voltam-se de costas para a Actualidade.

E se o guerreiro branco entra
E diz na sua pose de estátua: basta.
Tinjo de verde e de roxo a minha lâmina
Em tudo o que faça sentido!

As cores e os sons vestem a camisa de noite
E refugiam-se nos cantos obscuros.
Os degraus escurecem porque a tarde também declina.

Os passos passam longe. E um pé branco,
Em primeiro plano, um pé
Absolutamente intruso, afasta com um gesto belo
A última sílaba que ainda obscurecia
A Casa da Arte.

Os ramos das árvores debruçam-se sobre os pratos.
Os violoncelos tiram os slips.
As colchas quebram pela cintura, naquele toque
Feminino.

É altura de substituir a visão pela miopia.
Chegou o gelo, o frio, a vastidão imensa
Dos Jardins.






___________________
Imagens: Cecilia Paredes (gentilmente comunicadas pela artista)
Texto: voj novembro 2008 porto

4 comentários:

Kenia disse...

maravilhos, realmante incrivel imagem!

Vitor Oliveira Jorge disse...

As imagens são fantásticas.
E os textos?...

Fada Remendeira disse...

Adorei seu blog agora sou a mais nova seguidora.
parabéns
Vai fazer uma visitinha no meu blog tb.

Vitor Oliveira Jorge disse...

Já lá fui. É giro!