I am not

I am not
quotation

sábado, 31 de outubro de 2009

Um clássico, uma obra capital em português (do Brasil)





Para quem não conhece esta obra de Gilles Deleuze sobre Proust, basta citar esse passo da badana (da autoria de Roberto Machado, um dos tradutores, e que adapto ligeiramente ao português de cá):










"Proust e os Signos (...) interpela À la Recherche du Temps Perdu como uma busca inconsciente e involuntária da verdade que se opõe à filosofia da identidade e da representação e permite formular conceptualmente os princípios de uma filosofia da diferença e da repetição."



É essa filosofia que, na minha ignorância, busco. Incessantemente.

Esta é a 2ª edição no Brasil, da responsabilidade da Forense Universitária, Rio de Janeiro, 2006.
Pode escrever-se algo de jeito sobre literatura, pode escrever-se algo de jeito em geral sem ler livros clássicos como este? NÃO !

Sem comentários: