I am not

I am not
quotation

domingo, 23 de agosto de 2009

Jean-Pierre Vernant

Agora que tenho andado a ler (entrecurtadamente, com escavações e férias) o Bernard Stiegler, dei comigo a rever o que escreve este notável historiador que é J-P Vernant... e em particular o seu célebre livro "Mythe et Pensée chez Les Grecs. Études de Psychologie Historique" (Paris, Maspero, 1974). No vol. II, os primeiros capítulos (parte 4 da obra) têm tudo a ver com o que escreve Stiegler sobre Prometeu e o pensamento técnico entre os gregos.
Há toda uma filosofia das técnicas e das tecnologias a rever...

Só um cheirinho: por exemplo, o conceito geral de trabalho não existia para os gregos... sim diferentes ofícios, cada qual com as suas particularidades, segundo uma variedade "natural" de que eles seriam uma decorrência. Então não faz sentido falar de divisão de trabalho, como candidamente fazem muitos, para estas épocas, e muito menos (como ridiculamente também fazem muitos) na pré-história... era melhor deixarmos de projectar essas categorias do presente em contextos em que, verosimilmente, não fariam qualquer sentido...
Enfim, isto foi um livro que se tornou um clássico, e parece-me (não tenho de memória a certeza) que até está traduzido em português... não é propriamente uma novidade editorial, embra pensadores como Vernant, Simondon, ou Leroi-Gourhan sejam sempre actuais, é claro, como tudo o que é bom!
Para a questão da técnica e de tudo o que ela arrasta, Stiegler é fundamental, hoje! E é importante que pessoas se debrucem sobre a sua obra, cá. Só conheço, traduzido pela Vendaval, "Crença e Descrédito.1. A Decadência das Democracias Industriais" Lisboa, 2006.
Contacto da editora: mail@edicoes-vendaval.pt

HÁ QUE LER !!!!!!!!!

Sem comentários: