I am not

I am not
quotation

domingo, 1 de novembro de 2009

Problema estrutural da cultura portuguesa...

... entendida como cultura dos portugueses, e dos portugueses com educação universitária, que lêem, porque os outros, a maior parte, enfim, é um caso ainda mais bicudo...


A grande predominância da literatura como fonte de formação de individualidade e de opinião, quer dizer, como formação de subjectividade, de identidade, de individuação.

País de fraca cultura científica (fora de núcleos restritos), a portanto muitas vezes endeusando a ciência como se fosse nova religião (problema geral da tecnociência dos nossos dias), onde durante décadas Salazar obstaculizou ao desenvolvimento e ensino das ciências ditas sociais e humanas, é um país onde quanto aos assuntos sobre os quais estas se debruçam todos presumem ter opinião pertinente a emitir.

Um país cuja população "culta" é de cientistas das ciências "duras" ou de literatos, cruzando-se nalguns casos excepcionais, mas a maior parte das vezes vivendo em universos perfeitamente estanques. Também não somos um país de filósofos, de maneira que o que se "vende", como livros, são romances (é escusado ir agora ao facto da maior parte deles ser literatura light, de aeroporto, ou como se queira), e o que se houve, como "opinion makers", salvo excepções, são também autores literários.

São estes entraves estruturais que cancerizam, quais metástases, toda a nossa vida colectiva, e que a escola, em todos os graus, continua alegremente a reproduzir, perdendo-se em polémicas e disputas secundárias, e em reformas que só pioram o que já havia.

Naturalmente que no meio disto (como no resto) se salvam algumas elites e alguns núcleos de excelência. E em terra de cegos quem tem olho é rei e comanda. E de vez em quando aparece um profeta na televisão a dizer como devia ser, devidamente enaltecido por jornalistas que são os novos apóstolos da verdade e do bom senso, verdadeiras stars do espaço público, ao lado dos jogadores de futebol, dos políticos, e das bandas pop.

Na sombra, alguns gestores vão legal e honestamente fazendo a sua vida de quem sobrevoa tudo isto, claro. De muito alto.

1 comentário:

Ana Paula Fitas disse...

Gostei muito do Gato Maroto!... entretanto, vou fazer link para este post.
Beijinhos :)