I am not

I am not
quotation

sábado, 16 de agosto de 2008

anamorfose


esta é a era da apresentação
dos mantos vermelhos em queda,
das ligas esticadas sobre o palco.

queres ver? queres ver?
suplicam as imagens.
subo? desço? corro? paro?
devo olhar de esguelha para ver, olhar
a correr para ser visto, capturado?

que cores, que sons, que tacto
irão aparecer no ecrã sobre o qual juntas os pés
calçados nas meias de seda.

tu determinas a história, conduzes
a queda dos mantos, o vigor com que as pernas partem
para fora da imagem,
com que o enxadrezado do chão se dissolve
nas beiras da retina.

puxa com força os elásticos das veias,
estica o sistema nervoso todo, como num quadro
de anatomia: e dá-te assim a ver, em plena apresentação
crística, onde a ciência e a arte se abraçam nuas,
plasmadas contra a eternidade das planimetrias.

com uma fresta de futuro ao fundo.

um futuro que seja apenas moldura,

linha traçada para encerrar e completar o texto.






voj 2008
____________________________________
Fotos: Ernesto Timor
Fonte: http://www.ernestotimor.com/pages/_01_unfixed00.html

Sem comentários: